PORQUÊ?20019

CONCEITO ARTÍSTICO

“Cremos que hoje poucas são as pessoas que não estão a par da necessidade que há-de completar pelas
artes plásticas, pela música, pela dança, pelo teatro, o trabalho formativo e informativo da escola.
Evidentemente que quando nos referimos a estas artes não se insinua que se queira tornar a criança um
artista plástico, um bailarino, um músico ou um actor, mas tão-somente despertar-lhe a sensibilidade para a
compreensão e para o gosto daquelas artes, finalidades estas que hão-de ser o fermento e a seiva que
ajudarão a formar o todo da personalidade.” (Lília da Fonseca)
Todos nós temos as nossas perguntas e começamos a criá-las desde tenra idade. Algumas dessas
perguntas ficam-nos para o resto da vida e por vezes nunca chegamos a resolvê-las verdadeiramente.
Durante a infância e juventude a pergunta mais usual tem apenas uma palavra, “porquê?”.
“Porquê?” é nosso o mote para a criação desta semana de teatro dirigida essencialmente à infância e à
juventude. Podemos inclusive perguntar: “Porquê esta semana?”; “Porquê este público?”; “Porquê esta faixa
etária?”; ou até mesmo “Porquê teatro?”
A resposta a isto tudo é o que pretendemos descobrir com este projecto. O “PORQUÊ?” tem como objectivo
imediato despertar o gosto e a sensibilidade das crianças pelo teatro, ao mesmo tempo que, com uma
criteriosa selecção de peças teatrais, ajudar a escola nos seus esforços educacionais no âmbito da
formação estética e cívica.
Criar um espaço de proximidade entre o teatro e a infância e juventude e também um espaço de reflexão
entre criadores e programadores.

 

PROGRAMA

O programa proposto para a segunda edição do “PORQUÊ?” parte novamente do princípio de
cumplicidade entre a Fértil Cultural e as companhias convidadas. Tivemos também em conta a dimensão do território e a adaptação das propostas ao público.

 
 

21 Outubro
Companhia: Imaginar do Gigante
Espectáculo: Areias
Local: Casa da Pedreira – Gondifelos
Público-alvo: 1.º Ciclo – EBI Gondifelos (3.º e 4.º anos)
Horários: 10h30 – 14h00

22 Outubro
Companhia: Teatro de Montemuro
Espectáculo: A velha casa de madeira
Local: Banda de Arnoso
Público-alvo: 2º ciclo – EB Vale do Este
Horários: 10h30 – 14h00

 

23 Outubro
Companhia: Red Cloud – Marionetas
Espectáculo: A Menina Que Vendia Fósforos
Local: Salão Paroquial do Louro
Público-alvo: 1.º ciclo – Centro Escolar Mouquim/ Louro
Horários: 10h30 – 14h00

 

24 Outubro
Companhia: Partículas Elementares
Espectáculo: Eu Quero a Lua
Local: Telhado/ Vale São Cosme
Público-alvo: 1.º ciclo – Centro Escolar Telhado
Horários: 10h30 – 14h00

 

25 Outubro
Companhia: Fértil Cultural
Espectáculo: Os Grandes Não Têm Grandes Ideias
Local: Salão da Junta de Freguesia de Cavalões
Público-alvo: 2.º ciclo – EBI Gondifelos
Horários: 10h30 – 14h00

 

26 Outubro
Conversa: Porquê o teatro para infância e juventude?
Oradores convidados: Isabel Barros, José Caldas e Susana Menezes
Local: Casa da Pedreira
Horário: 16h
Público-alvo: Criadores, programadores, actores, professores, educadores, animadores
socioculturais, estudantes de artes.

 

27 Outubro
Companhia: Fértil Cultural
Espectáculo: Os Grandes Não Têm Grandes Ideias
Local: Salão da Junta de Freguesia de Cavalões
Horário: 16h30
Público-alvo: Famílias

 

“A expressão “teatro para crianças” não tem qualquer significado de carácter estético. Do mesmo
modo que a expressão “teatro popular”, ilustrada por Jean Vilar designa um público e não um
género teatral diferente. “Teatro para crianças” quer dizer jovens espectadores face ao teatro. É
tão simples como isto… e é extremamente complexo, uma vez que se trata, em primeiro lugar, de
teatro.”
(Maurice Yendt, Les ravisseurs d’ enfants, Editions Actes-Sud-Papiers)

Cartaz

Imagens dos espectáculos