Primavera


Sinopse

“No Inverno a noite chega muito cedo, tão cedo que nem dá para fazer nada. Não é que eu faça muito. Cansa-me este escuro do Inverno. Acordámos, está escuro, ainda não recolhemos e já está escuro outra vez.”

Mas a seguir ao Inverno vem sempre a Primavera. Sempre foi assim e há-de continuar a ser. A Primavera é o recomeço. Mas recomeçar o quê quando estamos velhos e isolados? “Primavera” fala-nos da última velha de uma aldeia serrana e que com ela já só vivem as histórias do passado. Muitas são as lembranças de uma vida que outrora teve e que agora transporta consigo. A aldeia essa, fica vazia e nada há-de contar.

 

Ficha Artística

Texto e encenação Rui Alves Leitão
Interpretação Neusa Fangueiro 
Direcção de actores Etelvino Vázquez
Cenografia e figurinos Terese Deduraite
Apoio à cenografia Rodrigo Viterbo
Máscara Neusa Fangueiro
Cartaz Sandra Neves
Costureira Carmo Alves
Desenho de luz Paulo Neto
Fotografia Rui Alves Leitão
Vídeo Rúben Marques
Produção executiva Rui Alves Leitão
Agradecimentos ACERT
Co-produção Fértil / Casa das Artes de Famalicão