Participação dos DIDGEnBASS no Boom Festival 2010

>O Boom Festival é conhecido por ser um festival diferente. Não é apenas de música que se trata, mas sim de muito mais. Das artes plásticas, à saúde, passando pela Bioconsciência, as temáticas que se tratam no Boom Festival são muito variadas. Talvez por isso tenha uma duração tão longa, 8 dias. Quem entra nesta festival não sai indiferente, seja como público, seja como participante.

Para os DIDGEnBASS foi uma experiência única e que esperam voltar a repetir. Tocar no palco Sacred Fire foi um momento inesquecível. A sua actuação foi no último dia, o público já um pouco esgotado, mas com uma óptima energia. Notava-se alguma nostalgia e calma do fim do festival. Mesmo com este esgotamento, de oito dias sem parar, muitos foram os que se puseram de pé para dançar ao som dos DIDGEnBASS. Foram muito bem recebidos e aclamados por um público muito carinhoso.

O Rodrigo e o Rui, membros dos DIDGEnBASS, saíram de lá a pensar no que irão apresentar daqui a dois anos, no próximo Boom Festival. Contamos que lá estejam.

Aqui ficam algumas fotos do concerto.

Autor: Fértil

A Fértil surge do encontro entre o teatro e a antropologia, duas formas de olhar para o ser humano como produtor de cultura e de questionar a sua condição de vida. Em 2010 é fundada a associação com o propósito de dar voz às criações e investigações que partam desse princípio. O teatro é por excelência o laboratório onde se permite a experimentação do nosso trabalho. Privilegiando as criações originais, permite-nos, como criadores, uma melhor abordagem às mais diferentes temáticas e a adequação destas ao nosso propósito, assim como a afirmação dos artistas envolvidos.