Queima do Judas – Vila do Conde

Inspirando-se na vida e a obra do escritor José Régio, enquanto nome emblemático da literatura e da poesia portuguesa e como espelho das memórias e da identidade das gentes de Vila do Conde, a QUEIMA DO JUDAS traz a poesia à rua num espectáculo comunitário de teatro de rua.

Da fotografia e vídeo ao circo, da dança e performance ao fado, a QUEIMA DO JUDAS procura homenagear em paralelo os mais velhos, tantas vezes esquecidos pelas pressas da sociedade moderna, enquanto guardadores da identidade e memória da comunidade.

A QUEIMA DO JUDAS acontece este ano a 7 de Abril, pelas 22h30, no Centro de Memória de Vila do conde.

O texto e imagem apresentados são da responsabilidade da Nuvem Voadora. A Fértil é parceira da Nuvem Voadora neste espectáculo.

 

 

Mensagem oficial do Dia Mundial de Teatro 2012

por JOHN MALKOVICH

Fico honrado por o ITI – Instituto Internacional do Teatro me ter pedido para fazer este discurso comemorativo do 50º aniversário do Dia Mundial do Teatro. Vou então dirigir estes breves comentários aos meus companheiros de teatro, meus pares e meus camaradas.

Que o vosso trabalho possa ser apaixonante e original. Que ele possa ser profundo, comovente, contemplativo, e único. Que ele nos ajude a reflectir sobre a questão do que significa ser humano, e que esta reflexão seja guiada pelo coração, sinceridade, candura, e charme. Que consigam ultrapassar a adversidade, a censura, a pobreza e o niilismo, que muitos de entre vós serão obrigados a enfrentar. Que sejam abençoados com o talento e rigor para nos ensinar sobre o batimento do coração humano, em toda a sua complexidade, e com a humildade e curiosidade que faça disto o trabalho da vossa vida. E que o melhor de vós próprios – porque só poderá ser o melhor de vós próprios , e mesmo assim apenas em raros e breves momentos – consiga definir a mais fundamental questão “como vivemos nós?”

Desejo sinceramente que o consigam.

 

Biografia:

Actor , produtor, argumentista e realizador norte-americano, John Malkovich é, primeiro que tudo, um homem de teatro.

Depois de ter descoberto o teatro no início dos anos 70 (Illinois State University), ele fundou, em 1976, a famosa Steppenwolf Theater Company juntamente com Terry Kinney, Jeff Perry e Gary Sinise.

Ele alcançou a fama no cinema com a sua interpetação de Valmont em “Ligações Perigosas” de Stephen Frears, ao lado de Michelle Pfeiffer e Glenn Close. Depois deste papel que marcou uma etapa decisiva na sua carreira, ele actuará em mais de 70 filmes nos Estados Unidos e no estrangeiro.

Interpretando numerosos papeis em registos completamente diferentes, ele foi nomeado por duas vezes para o Óscar de melhor actor num papel secundário em “Places in the Heart” (1984) e em “In the line of fire” (1993), e foi premiado pelas suas interpretações em filmes tais como “Killing Fields”, “Ligações Perigosas”, “Being John Malkovich” ou “Changeling”.

Em 2011, ele dirige a sua terceira produção teatral em Paris, “Ligações Perigosas” no Théâtre de l’Atelier, depois do sucesso com “Hysteria” (Marigny, 2002) e “Good Canary” (Comedia, 2007) pela qual recebeu o prémio Molière de encenação.


Tradução de: João Vidigal

 

A nossa opinião sobre o fim do Ministério da Cultura

Pode-se ler na seguinte ligação uma notícia acerca do fim do Ministério da Cultura em Portugal pelo JPN. Rui Alves Leitão foi entrevistado para dar a sua opinião em nome da Fértil.

Assim fica o nosso contributo.

Retratos . A Guarda-Árvore em Outiz

Hoje, os amiguinhos (é assim que eles se tratam) da Creche Nossa Senhora da Guia recebeu “A Guarda-Árvore”, naquele que é o Dia Mundial da Árvore. Foi uma bela surpresa ter apresentado o espetáculo a este público fantástico. Muito obrigado a todos.

 

Retratos . Mineiro na Casa das Artes de Famalicão

Com uma sala praticamente completa, esta nossa segunda apresentação deu-nos um grande alento de continuar o nosso caminho. Muito obrigado a todos os que vieram ver-nos.

Aqui fica uma imagem do que foi o Mineiro nas Casa das Artes de Famalicão.

A Guarda-Árvore em V. N. Gaia

Aqui fica o registo da nossa passagem por V. N. de Gaia com mais uma “Guarda-Árvore”.

Obrigado a todos.

A Guarda-Árvore em Monção

Foi assim hoje em Monção. Duas vezes a sala cheia.

Obrigado a todos os presentes e ao convite da Biblioteca Municipal de Monção.